Resenha Literária | Escuridão, por Alexandre Moreira



Olá. Seja bem-vindo(a). Estamos em uma era remota, onde estranhas criaturas demoníacas já se fazem presentes. Mas não ficaremos aqui por muito tempo. O mistério nos espera na Floresta Amazônica, já no século XXI, onde acompanharemos a jornada de dois exércitos atrás de vingança mútua, cujo estopim foi a chacina brutal de duas patrulhas militares. Esses homens cheios de coragem descobrirão a verdade da pior forma: Enfrentando-a cara a cara, sem conhecimentos e habilidades suficientes para defender-se de modo eficaz.

Os demônios, por sua vez, se fazem mais uma vez presentes, enormes e horrendos, cujos olhos vermelhos espreitam enquanto não há luz.

A narrativa nos envolve de forma viciante. Como leitora, ter que deixar o livro de lado para fazer qualquer outra coisa foi difícil. Eu apenas queria continuar levando meus olhos linha após linha, degustando a história.

Com descrições na medida exata para fazer nossa imaginação trabalhar excitante e maravilhosamente, posso e devo dizer que a cada página que viramos, podemos sentir na pele o mesmo que os personagens. Aconteceu comigo, por exemplo, na fila do banco: Estava com o livro em mãos e com a garganta seca; Em determinado momento o escritor praticamente me obrigou a parar de ler, pois a sede do personagem foi tão bem abordada que a agonia chegou a ser em mim dolorida.

Um livro não havia me encantado tanto desde a leitura do clássico de Harper Lee, O Sol é Para Todos. Escuridão, de Alexandre Moreira, ganhou lugar no meu Top 3 Livros Favoritos. Sinceramente, gostei mais do que Harry Potter (Potterheads, por favor, não me odeiem depois desta frase. Continuo sendo fascinada pela história do nosso bruxinho de cicatriz na testa).

Sinopse: “No noroeste da Amazônia existe uma região evitada por índios, traficantes e militares. Para os nativos e é Suu Ruu Birê, a “Terra da Noite que Engole”. Para biopiratas internacionais, uma inestimável fonte de recursos. Para o Exército Brasileiro, ela é apenas a Área TD-9.

Lá, onde a vegetação é tão densa que o Sol nunca chega ao chão, uma forma antiga e selvagem de mal esquecida na noite dos tempos voltará a caminhar.

Lá, uma guerra suja e secreta será ocasionada por uma sangrenta sequência de casualidades.

Lá, homens cuja missão é levar o medo e a morte enfrentarão u horror que nem seus pesadelos seriam capazes de conceber” – Alexandre Moreira.

Livros mais vendidos na Amazon