Resenha | Os anjos comem chocolate, por Juliana Teresa Esperança.



Você irá se surpreender logo na primeira frase.

De um jeito bom.

Amedrontador à primeira vista, mas bom. Muito bom.

O horror não é lei para todos os contos, a beleza também se dá ao luxo de aparecer nas histórias. Os temas diferem bem entre si, mas em todos os anjos podem estar presentes – a magia também. Entre os assuntos abordados, estão a tristeza, solidão, desespero, sonhos, medos, amores, miaus e chocolate.

Este livro de 33 contos requer atenção e interpretação, como se fossem poesias, mas não são. A leitura te obriga a nutrir sua mente com as palavras, uma a uma, admirando a bela escrita portuguesa de Juliana. Português de Portugal, deixando bem claro para os que não são do mesmo país da autora.

Como leitora, eu diria que o chocolate está presente em três línguas diferentes (português, inglês e espanhol) ao longo de toda a obra, figurativamente falando em dois sentidos: o da autora e o ato de devorar algo delicioso. A obra é como uma barra do seu chocolate favorito: Devore-a, faça bom proveito. Se você for uma das raras pessoas que não gostam de chocolate (ou, por algum motivo, não pode comê-lo), imagine a obra como um grande pedaço da sua comida favorita. O que vale é a intenção.

Como já disse anteriormente, os contos requerem interpretações. Seguindo as minhas, aqui vão uma ou duas palavras para cada conto, sem spoilers, apenas para criar pontinhas de curiosidade:

  1. Quase justo;
  2. Horror;
  3. Solidão;
  4. Dor;
  5. Alívio;
  6. Ilusão;
  7. Observação;
  8. Interpretação;
  9. Sangue frio;
  10. Desistência;
  11. Falta? (Sim, com ponto de interrogação. Leia e entenda);
  12. Limbo;
  13. Detalhes;
  14. Querer, fazer;
  15. Final feliz;
  16. Quebrada;
  17. Desolação;
  18. Desespero;
  19. Velocidade e liberdade;
  20. Amor verdadeiro;
  21. Continue!;
  22. Bondade;
  23. Overthinking;
  24. Solução;
  25. Escritora;
  26. Droga;
  27. Necessidade;
  28. O que? (Realmente, fiquei curiosa sobre o significado. Leia e entenda);
  29. Saudade;
  30. Mais saudade;
  31. Vício;
  32. Escape;
  33. Desolamento, amnésia.

Não consigo escolher um favorito. Fico entre o conto número 13 – Whiri – e o número 14 – Outono.

Uma curiosidade importante: 33% dos lucros que a autora receber com a obra, vão para duas instituições portuguesas de ajuda animal: Animais de rua e PRAVI. Uma bela ação caridosa, devo dizer. Eu, como atual presidente do Rotaract Club Araras União e rotariana de alma e coração, digo que Juliana merece o nosso apoio e respeito pela iniciativa da doação – e também, claro, por sua bela escrita. Os animais são seres puros, que sofrem dia a dia por causa de ações humanas e precisam da nossa ajuda.

Sinceramente, como leitora, nunca me senti tão atraída por um livro de contos até agora. Os Anjos Comem Chocolate entrou na lista dos meus livros preferidos de todos os tempos. Já quero mais livros da autora.

Agora convido-lhe a se deliciar com essas pequenas histórias também! Compartilhe suas interpretações aqui nos comentários, se desejar, será muito interessante poder comparar minhas palavras com as de outros leitores.

Por aqui, você pode adquirir o ebook pela Amazon:

https://www.amazon.com/dp/B078YB779N/ref=cm_sw_r_cp_ep_dp_SXEFAbZPBASR5

E aqui está a página da autora, deixe seu like!

https://www.facebook.com/julithecat/

Caso deseje adquirir o livro físico, entre em contato com Juliana diretamente pela página.