Microsoft não fabrica mais o kinect



O sensor de movimentos Kinect, que há alguns anos era parte central dos planos da Microsoft para o Xbox, deixou de ser fabricado, de acordo o site Codesign.

Lançado em 2010, o Kinect foi construído como um sensor de movimentos para concorrer com o Nintendo Wii. Equipado com câmera, sensores de movimento e um microfone, o aparelho permite que você mova seu corpo para controlar os jogos. Com uma campanha de marketing agressiva da Microsoft, o dispositivo foi visto como o futuro do meio.

O Kinect tornou-se um dos eletrônicos de venda mais rápida da história quando chegou às lojas, e totalizou cerca de 35 milhões de unidades vendidas.

Na era Xbox One, o Kinect se tornou parte ainda mais vital da estratégia da Microsoft. O console chegou a ser vendido obrigatoriamente com o dispositivo, cujos comandos de voz eram usados para controlar a parte de entretenimento e TV do XOne.

A estratégia não surtiu o efeito esperado pela Microsoft e, frente a concorrência do PlayStation 4, o Kinect deixou de ser obrigatório para baratear o preço do console. Depois disso, o dispositivo foi sendo deixado de lado sem muito alarde – o Xbox One S, versão mais atual do XOne, sequer tem entrada para o acessório.

A Microsoft deve continuar a oferecer suporte a quem já comprou o Kinect, mas ainda não há definição se haverá suporte a desenvolvedores que ainda quiserem continuar trabalhando com o dispositivo.