Dragões na BGS 2017



Os dragões foram desbravar a BGS (Brasil Game Show) 2017 e acompanhar de perto os lançamentos do mundo dos games.

Em sua 10ª edição, a BGS reuniu mais de 300 mil pessoas e 200 marcas em um mega evento no Expo Center Norte em São Paulo, e além disso, trouxe convidados de peso, como o grande Hideo Kojima, Phil Spencer, ED Boon e Nolan Bushnell.

O game mais disputado da feira foi sem dúvida o Call of Duty: WWII. O clássico FPS promete voltar às suas raízes, colocando o jogador na pele de soldados da segunda guerra mundial. Em um ano de poucos títulos FPS, Call of Duty dominou o pedaço e impressionou com um enorme stand logo na entrada do evento.

A CD Project Red também fez bonito. Trouxe um belo espaço para os jogadores de Gwent, um jogo de cartas desenvolvido para o universo de “The Witcher”, mas que acabou fazendo muito sucesso conquistando seu próprio título.

Passando pela Ubisoft, tivemos destaques como Assassin’s Creed Origins, que será lançado ainda em neste mês, trazendo uma ambientação no antigo Egito e parecendo ser muito interessante de se explorar. Também tivemos o tão aguardado Farcry 5, que será lançado em março de 2018. Este game vem com uma temática instigante que se passa em Montada nos Estados Unidos. Os títulos eram praticamente impossíveis de jogar, com filas enormes e uma grande concentração de pessoas em volta do stand.

A Warner, mesmo com os títulos já lançados, como Injustice 2 e Shadow of War, marcou presença com um grande espaço na feira. Tivemos a chance de jogar alguns minutos de Shadow of War. As primeiras impressões foram de que o game parece ser muito maior e mais divertido que seu antecessor.

A grande surpresa foi o novo Monster Hunter World, pois presentaram gráficos incríveis, jogabilidade bem fluida, variedade de armas e poderes, além de um divertido modo multiplayer em que é possível caçar os monstros com a ajuda de mais três amigos. O Monster Hunter é desenvolvido pela Capcom e tem previsão de lançamento para janeiro de 2018.

Além das grandes desenvolvedoras de games, também estavam presentes no evento, os grandes varejistas. Casas Bahia, Saraiva, Lojas Americanas, entre outras, tinham o desafio de integrar suas marcas ao mundo dos games. Muitas marcas faziam isso com mestria, com destaque para o Mercado livre e sua arena de luta para jogar Injustice 2.

Uma maneira muito inteligente destas marcas tradicionais se conectarem com o publico milenium, é trazendo Youtubers e digital influencers para dentro de seus stands. Eles estavam por toda parte, gritando, entregando brindes, interagindo e jogando.

 

A BGS é mais que uma feira de games, é uma grande experiência de imersão nessa indústria que já fatura mais que Hollywood. Vale a pena conferir!