HQ | Batman: A investigação mais longa do Homem Morcego



O mais longo caso de investigação de um serial killer, nas mãos do maior detetive do mundo, este é o plot de uma das maiores histórias do homem morcego. Batman o Longo dia das Bruxas é uma minissérie de 8 revistas, roteirizadas por Jeph Loeb e ilustrada por Tim Sale, que aborda o lado investigativo do intitulado Cavaleiro das Trevas, conflitos das famílias mafiosas de Gotham e a origem de um de seus grandes vilões.

A história inicia-se após os acontecimentos de Batman: Ano Um, em uma festa de casamento da família Falcone, mostrando a presença da máfia na cidade de Gotham e as investigações da força policial tentando combate-los. Em paralelo, inicia-se uma série de assassinatos de pessoas ligadas a máfia, sempre acontecendo em feriados, começando obviamente no dia das bruxas. Com esses acontecimentos os grandes vilões do homem morcego começam a se manifestar, as famílias mafiosas iniciam uma guerra, por causa de acusações baseadas nos alvos do assassino, tornando a cidade em um grande inferno para a polícia e para o Batman, que buscam além de resolver todos estes problemas, capturar o serial killer, conhecido como feriado. Todos estes elementos são suficientes para uma história fantástica, mas ela se torna épica pelo seu fechamento.

Esta HQ foi uma das maiores fontes de inspiração para o filme, Batman o Cavaleiro das Trevas e para os olhos curiosos será fácil de identificá-las nos diálogos mais marcantes da revista, cenas icônicas que foram resgatadas pelo filme e pela participação e relações entre personagens. Toda a narrativa traz à tona o ambiente investigativo e político-mafioso, muito influenciado pela obra o poderoso chefão, novamente com diálogos, e cenas que aparentam mesclar o universo da família Corleone a do Homem-Morcego. Os grandes vilões do detetive marcam presença nos capítulos da revista, e suas aparições são justificadas durante a história, sejam pelas suas personalidades caóticas ou por interesse de outros personagens, movimentando a trama e trazendo cenas de ação para o deleite de quem estiver lendo.

A arte desenvolvida por Tim Sale possuí um estilo que pode gerar certa antipatia para com o leitor, pois ela apresenta uma identidade visual com tons mais acinzentados e frios que percorre muita parte da história caracterizando o ambiente de Gotham. Além do traço presente nos quadros com uma construção mais caótica e despojada, sendo uma reflexão visual ao caos e mistério ardiloso da trama.

Batman: O longo dia das Bruxas é uma excelente HQ, com um enredo envolvente, abrangendo muitos dos personagens de sua galeria, e que enriqueceu muito o universo do Cavaleiro das Trevas.