Saúde | Ansiedade e depressão, não tenha medo de tratá-las



Ansiedade e depressão?

Quem sofre com estas doenças não gosta nem de ouvir essas palavras, mas é a realidade de muitas pessoas ao redor do mundo.

Estresse, medo do futuro, futuro em excesso. Medo de que tudo dê errado. Autocobrança. Medo de nunca ser suficiente. Correria. Muita correria. Tudo para ontem. Informações, imagens, pensamentos. Muitos pensamentos. Pensamentos em excesso. Tristeza. Por que estou aqui? Não quero estar aqui. Estou só. Ninguém está ao meu lado. Falta de autoestima. Falta de vontade. Noites horríveis, dias piores ainda.

Calma! Respira.

Não tem cura, mas tem ajuda.

Se você ainda é jovem, eu sei que há uma grande chance de seus pais não quererem te levar até o tratamento, mas não é porque “ninguém te entende, ninguém liga para você, ninguém te ama, ninguém…”, não! Muitas vezes eles apenas não entendem. Quem não sofre com esses distúrbios não sabe como é viver assim.

Você não está só neste mundo. São milhares e milhares de pessoas, você acha mesmo que ninguém te entende? Muitas pessoas te entendem. Você não é a ultima bolacha do pacote, muito menos um experimento científico único que não deu certo.

O tratamento pode exigir profissionais, como psicólogos e psiquiatras – sim, os dois ao mesmo tempo -, até remédios. Mas não tenha medo deles. Você não está caindo na loucura apenas por tomar um remédio para um distúrbio. Isso é mais comum do que você imagina.

Por exemplo? Nos primeiros dias do tratamento com sertralina você pode se sentir morto, dormir quase 20 horas por dia, sua pupila dilata, sua visão fica embaçada, você perde a fome, você perde o equilíbrio, sua ansiedade aumenta, você se sente triste, até alergias podem aparecer, mas… Ufa! Isso passa. Serão mais ou menos duas semanas para se acostumar com o remédio. Na primeira semana os resultados serão visíveis. Lembra como é conseguir dormir uma boa noite de sono? Ou de acordar com uma bela disposição, ter vontade de fazer as coisas. Bom, depois de uma ou duas semanas você já estará se sentindo melhor.

Mas remédios não são a única saída. Quer algumas dicas?

– Exercício físico;

– Um hobbie diário que te faça bem;

– Musicas alegres;

– Sol;

– Beber água;

– Ter uma alimentação mais balanceada.

Pronto. Ai estão ótimas dicas.

Vamos combater o que te derruba? Você é mais forte do que isso.

Se seus pais ou responsáveis não querem te ajudar, se ajude! Você consegue fazer algumas coisas sem ajude, basta tentar. Nada é impossível. Pode demorar, pode parecer difícil, mas é possível.

A vida está ai, é para ser vivida, mas ninguém disse que isso é fácil, ou que seriam apenas momentos bons. Partes ruins, dias ruins, sentimentos ruins, eles vão existir, é inevitável, basta você não deixar isso dominar a sua existência.

Vá fazer uma caminhada, respire, olhe para o mundo, preste atenção nas pequenas coisas. Você achará sua felicidade bem mais perto do que imagina.